De Teresa a 17 de Outubro de 2017 às 14:54
Muito obrigada por ter respondido ao meu comentário :) . Sim, é essencialmente isso, uma doença não define a pessoa. Por outro lado, também concordo que, por vezes, se usa excessivamente os eufemismos, sem que daí resulte uma maior aceitação das pessoas com algum grau de deficiência ou com alguma doença. Faz-me muito sentido a ideia de que se deve tratar igual o que é igual e diferente o que é diferente, rumo a uma maior aceitação. Seria muito bom se assim fosse, particularmente no plano laboral e nas escolas, para que todos se sentissem integrados.

Descobri o Vosso blogue há cerca de um ano e sigo-o desde então. Muito, muito bons os textos. Continuem a escrever!

Cumprimentos

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres