11.3.19

Girl - Hulki Okan Tabak.jpg

Foto: Girl - Hulki Okan Tabak

 

A simplicidade rima com complexidade e caio na tentação de pensar na antologia entre ambos os conceitos. Não quero, porque simplicidade também combina com felicidade e, isso sim, vale a pena explorar.

Começo por um cliché: “A felicidade está nas coisas mais simples”.

 

Um sorriso. Tem o poder de contagiar o outro e é quase impossível não sorrir de volta a alguém que o mostra sinceramente. É uma arma que deita o outro por terra por mais defesas que ele demonstre. Contagia e desarma, é assim que o defino em parte.

O cenário que vivemos pode ser feio e negro e gigante e confuso, mas ao recebermos um sorriso toda a perspetiva se altera, nem que seja por um curto momento. Sorrir de volta é igualmente compensador porque nos dá uma sensação de alívio, há algo que se dissolve naquele momento.

 

Um bom dia. Há dias em que carregamos o mundo nas costas. O caminho avista-se longo, sinuoso, doloroso até. É difícil comandar o corpo porque o peso nos impede os movimentos. Mas há aquela pessoa que nos dá um bom dia com esperança no olhar e alegria na voz e o peso torna-se mais leve. São apenas duas palavrinhas e têm esse poder.

 

Um abraço. Às vezes existe um vazio. Suspiramos e aquele aperto no peito não nos deixa, olhamos em volta e sentimo-nos perdidos. Às vezes precisamos apenas de um carinho e o abraço, no meu ponto de vista, é o melhor que existe. O toque é uma terapia sobejamente comprovada cientificamente, o calor e o aconchego têm a capacidade de nos dar conforto, a pressão dos braços em nosso redor é relaxante, como é relaxante a pressão de uns dedos durante uma massagem. E é apenas um abraço.

 

O sol. Desde os primeiros raios do dia até ao seu desaparecimento artístico em pôr-se. O sol gosta de protagonismo. Com a luz do sol tudo se transforma. As paisagens ganham beleza, as cores evidenciam-se, há maior nitidez no que observamos porque a claridade assim o permite.

Todos apreciamos um bonito dia de sol. Todos temos mais energia quando o vemos e é quase inevitável sair à rua para senti-lo.  Todos ansiamos por ele pelos mais diversos motivos e deixo à imaginação de cada um.

O calor do sol na pele que a tonifica, o calor que nos traz satisfação, o calor que nos faz despir camadas de roupa mostrando a beleza dos corpos, o calor que tem um efeito terapêutico no nosso estado de humor.

 

Pequenas coisas que nos trazem alegria. Pequenos momentos de satisfação, e a vida é feita desses mesmos.

Dançar descontraidamente. Ouvir música, aquela música que mexe cá dentro. Um mergulho no mar. Uma refeição caseira na companhia certa. Beber um copo de água quando a sede aperta. Sentir uma brisa na cara. Andar descalço na areia. Um jantar entre amigos. Ouvir aquela palavra que nos acelera o coração. Dormir uma noite de sono tranquila. Ver um filme que nos traz emoções. Assistir a algo que nos faça arrepiar. Caminhar com um objetivo ou mesmo sem destino. Saltar, só porque sim. Fazer algo de diferente do habitual. Arriscar e sentir o friozinho na barriga. Dialogar sobre a vida. Comprar aquela peça que namorámos durante meses. Chegar a casa ao final de um dia de trabalho. Relaxar no sofá. O silêncio. Namorar. Um banho quente. A sensação de liberdade ao viajar. Ouvir uma “boa noite, dorme bem” daquela pessoa. Oferecer um presente. Receber algo que gostamos. Realizar um desejo. Ouvir um obrigado.

Podia continuar…

Cada um tem as suas coisas mais simples, as coisas que marcam a diferença e que tornam os momentos especiais e inesquecíveis. Não precisamos de muito, precisamos de saber apreciar a beleza na simplicidade das coisas do dia-a-dia.

 

Marisa Fernandes

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 07:30  Comentar

Praia | Cabo Verde

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Marisa Fernandes

> Rui Duarte

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Março 2019
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
16

17
19
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Arquivo
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Entendi a exposição, conforme foi abordada mas, cr...
Muito obrigada por ter respondido ao meu comentári...
Obrigado Teresa por me ler e muito obrigado por se...
Apesar de compreender o seu ponto de vista, como p...
Muito agradecemos o seu comentário e as suas propo...
Presenças
Ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: