De Conceição a 17 de Abril de 2010 às 07:54
Questionei-me por muito e muito tempo sobre a perda de um dos meus gémeos. Sofri horrores, chorei desesperadamente, tentei encontrar uma resposta. Até hoje ( 9 anos passados) continuo a procurar... Neste momento, apenas sei que não vale a pena questionar, e não há palavras para a dor. Vai-se aprendendo aos poucos a sobreviver, mas nunca sem esquecer .E nesta luta pela sobrevivência aprendi que em vez de perguntar "porquê?" talvez a pergunta seja "para quê?". às vezes traz alivio outras...
E não há consolo, não há palavras. O melhor remédio, a melhor ajuda, é deixar quem perde sofrer a sua dor.

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres