De Manuel a 13 de Abril de 2010 às 10:35
Na religião católica, a meditação é uma prática muito frequente e faz-se a chamada “oração mental” ou seja, é como se o silêncio da mente nos ajudasse a esvaziar os problemas de cada dia e conseguíssemos assim o ambiente para ter Deus connosco.

É a primeira vez que comento neste blogue que me foi recomendado pela minha Amiga Zilda a quem eu muito prezo.

Há muitas maneiras de chegarmos a um estado de “nirvana”, mas a minha opção foi sempre a de praticar o bem “no meio do mundo”, ou seja não sinto grande vocação para ser contemplativo. Isto não quer dizer que não precise e não goste de me “retirar” do mundo de vez em quando.

Mas a azáfama de cada dia, com as suas luzes e sombras, a quebra da rotina e o encontro com o(s) outro(s) sejam ele(s) ou ela(s) quem forem, enriquecem a minha vida diária.

Boas e más notícias são o que faz com que cada dia seja diferente e sinto-me um homem feliz apesar das amarguras/agruras da vida, sobretudo a colectiva tanto ao nível da minha cidade, país, continente ou planetáriamente falando.

Não podemos ser uns eternamente queixosos de tudo de menos positivo que nos acontece e mesmo que nos falte a saúde, ou o amor ou o necessário em termos materiais, há sobretudo que não desistir e saber lutar. Aqui entra um aspecto muito importante que tem a ver com a humildade, ou seja saber pedir ajuda à(s) pessoas certa(s).

É um dom que nem todos possuem o de saber bem escolher as pessoas com quem se trabalha, a quem nos entregamos e de quem dependemos ou pedimos ajuda.

E seja ou não claro para nós, não duvidemos que o Universo está a revelar-se como ele é. Por isso devemos ficar em paz com Deus, qualquer que seja a forma como O concebamos e quaisquer que sejam os nossos trabalhos e aspirações, no meio da confusão ruidosa da vida, conservemos a paz com a nossa alma. Com todos os seus enganos e seduções, a sua penosidade e sonhos desfeitos, este é ainda um mundo maravilhoso.

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres