De Cidália a 26 de Janeiro de 2010 às 20:39
Joel,

Ser filho de pais separados não é um drama, mas em momentos criticos pode vir ao de cima o estigma. È preciso ser "bem formado/a" para não se cair na vulgaridade de se tecerem considerações ao comportamento das crianças sem atender à situação dos pais.
Mas tendemos a melhorar, acredito nisso

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres