De Joel a 26 de Janeiro de 2010 às 18:13
Eis um dos maiores pomos de discória (e de concórdia) entre casais. Os filhos, a sua criação e educação, as expectativas que neles são colocadas, a visão de pai e mãe nem sempre coincidem. Não havendo concessões aqui ou ali está traçado o caminho do divórcio. Não me parece um drama ser-se filho de pais separados. Não será certamente a situação ideal mas, em muitos casos, será certamente a melhor.

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres