De Alexandra Vaz a 20 de Dezembro de 2009 às 19:41
Caro José,

que belíssimo momento vivi aqui,agora, na partilha deste seu texto.
Tomara muitos de nós pudessem sentir que a queda, não é o fim. É preciso saber esperar, é preciso sofrer a dor do corpo e da alma para se sentir que, o amanhã, pode ser infinitamente mais doce.

Um forte abraço,

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres