De Susana Cabral a 28 de Julho de 2009 às 20:38
Olá Aníbal!

Se não existissem momentos, em que podemos libertar "emoções" acumuladas, em que temos a liberdade de exteriorizar a raiva ou a fúria , provavelmente acabaríamos por implodir
A necessidade de explodir para chegar ao normal, não deveria acontecer, no meu ponto de vista, porque idealmente, não deveríamos estar exposto a situações ou a episódios que nos levam a até essa explosão.


De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres