De ©Marcolino Duarte Osorio a 22 de Julho de 2009 às 12:25
Olá, Filipa!

Citando-a: «Li um dia que de todas as más experiências se tira algo de bom. Não sei o que de bom há nisto, neste viver cheio de medo, de ódio… »

A meu ver, antes que uma experiência negativa, perante a sua existência persistente, nos faça tirar conclusões destas, o melhor é desactivá-la, imediatamente, doa a quem doer, não vá o seguro morrer de velho, e dar cabo do seu amor-próprio!

Gostei muito deste seu texto!

Marcolino

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres