12.7.09

Um dia o filho perguntou ao pai:


- Papá, vens comigo correr a maratona?"

O pai responde que sim e ambos correram juntos a primeira maratona.

 

Um outro dia, voltou a perguntar ao pai se queria voltar a correr a maratona com ele, ao que o pai respondeu novamente que sim.

Correram novamente os dois.

 

Certo dia, o filho perguntou ao pai:

-Papá, queres correr comigo o ironman (o ironman é mais difícil... exige nadar 4 km, andar de bicicleta 180 km e correr 42 km)?

E o pai disse que sim.

 

Isto é tudo muito simples. Até que se vejam estas imagens...

 







 

Isabel Ferreira

 
Temas:
Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 12:21  Comentar

De Susana Cabral a 23 de Agosto de 2009 às 20:10
As opiniões, os pareceres, como muita coisa na vida, são subjectivos e carregados de emoções, experiencias que cada um teve a oportunidade de viver ou ver viver.
O mundo independentemente da forma que tem para uns é indubitavelmente redondo e para outros parece mais quadrado, dai que para mim haverá sempre várias formas de ver a mesma coisa.
Quando pela primeira vez vi estas imagens, sobre a força de ser pai e o exemplo que é este pai, seguido pelos diversos comentários a reforçar essa ideia, parei e encolhi os ombros.
É de facto um pai exemplar e cheio de força, mas para mim, não é por ter percorrido km a correr, a nadar ou de bicicleta. É por ter assumido a realização e concretização, em conjunto com o seu filho de um sonho, não deveria estar em evidencia as limitações físicas do seu filho mas sim o facto de estarem lado a lado, do pai estar disposto a ajuda-lo a alcançar um sonho. Por ser um pai que se esforça por chegar, juntamente com o seu filho a uma meta que ambos se propuseram a alcançar juntos.
Eu pergunto, não é um que um bom pai faz?independentemente das limitações ou deficiências de um filho? Ser pai não será percorrer km em diversas situações para ajudar aquele que carregada o seu ADN chegar e concretizar os seus desejos? Nem que para isso signifique trabalhar por exemplo 20 horas diárias , para conseguir dar a oportunidade a filho, que pode não ter limitações físicas mas outras que, o impossibilitam de acompanhar de uma forma justa e com as condições mínimas de forma a garantir (não digo ganhar) mas apenas entrar numa competição, por exemplo da própria vida?
Pergunto-me se para um pai existe de facto um filho normal? Pergunto se para um pai não existe apenas um filho que necessita de mais cuidados e de um futuro planeado , ai sim, de uma forma diferente?
Um pai que ame verdadeiramente o seu filho não irá fazer de tudo para que este se sinta feliz, para que este se sinta amado? Um pai não se preocupará, inevitavelmente com o futuro dos seus filhos? Um pai que ama um filho, independentemente das condições, não dará sempre a vida por ele?
De facto para mim é muito complicado estas situações e devemos enaltecer não só aqueles pais que cuidam e criam os seus filhos deficientes mas qualquer pai que cria um filho para que este cresça e se torne um ser humano com valores e princípios , que se sinta amado para que depois possa vir amar. E quem sabe ser pai de um filho, que necessite de cuidados especiais, e ter já dentro de si o que é preciso para que ele seja também um bom pai.

Praia | Cabo Verde

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Marisa Fernandes

> Rui Duarte

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
16
18

19
20
22
23
25

26
27
29
30


Arquivo
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Entendi a exposição, conforme foi abordada mas, cr...
Muito obrigada por ter respondido ao meu comentári...
Obrigado Teresa por me ler e muito obrigado por se...
Apesar de compreender o seu ponto de vista, como p...
Muito agradecemos o seu comentário e as suas propo...
Presenças
Ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: