De Cidália Carvalho a 20 de Agosto de 2009 às 16:25
António Antunes,

O que este exemplo de vida pretende demonstrar não é o ser bonito (para usar a sua expressão) ou feio.
A leitura que eu fiz deste exemplo de vida, no caso o do pai, é que é uma vida de amor ao filho, de inteligência por manifesta adaptação a uma situação nada favorável e de coragem por aceitar o desafio de uma vida tão dificil.
Concerteza que nem todos seríamos capazes de aceitar da mesma forma um filho tão diferente, não temos que julgar ninguém por isso, mas este homem foi, da minha parte tem toda a minha admiração.
E quando ele morrer o que vai ser do filho?
Se esta pergunta nos angústia imagine o efeito que terá naquele pai pois de certeza que já se questionou muitas vezes relativamente a isso!!!.
Eu espero que os 25% que o Estado me retira do ordenado para impostos sirvam para arranjar redes de apoio a estas situações....

Fique bem e continue a debater connosco este e outros assuntos!

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres