De A . Queiroz a 14 de Julho de 2009 às 22:48
A pesar de todos os comentários já lidos, não posso deixar de saudar o PAI que o filme nos mostra. O esforço fabuloso a que se submeteu, "apenas" e só para dar satisfação ao Filho !
Exemplo fantástico para todos, especialmente para os que não sabem o que é ter um Filho deficiente !

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres