18.5.16

Child-AdinaVoicu.jpg

Foto: Child – Adina Voicu

 

Era uma vez uma menina chamada Ana que tinha apenas 3 aninhos. Num certo dia de chuva, a mãe decidiu ir com ela e com o seu irmão de 1 ano ao parque encantado do centro comercial mais próximo. Daria assim aos seus filhos uma tarde diferente de brincadeira, apenas porque o seu maior desejo é que eles estejam bem e felizes.

No parque, a Ana portou-se lindamente, tal como em todo esse fim-de-semana. Ao passar por um quiosque repleto de Minnies e Mickeys, a Ana exclamou “Que Minnie tão linda!”. A mãe ficou à espera da frase seguinte que seria “Dás-me uma?”, mas essa pergunta não chegou. Então, como a Ana estava a portar-se tão bem, decidiu dar-lhe essa prendinha apenas porque era domingo.

Quando pediu para a menina escolher o boneco, a Ana arregalou os olhos e deu-lhe um grande sorriso, que a mãe recebeu como se fosse o maior tesouro. Então ela escolheu o Mickey, que passou a ser o seu inseparável amigo.

 

No dia seguinte, a Ana pediu para levar o seu novo amigo para a escolinha para conhecer a sua professora e todos os seus amigos.

A meio da tarde, a mãe recebe um telefonema da professora avisando que a Ana foi mordida na bochecha porque mordeu as mãos de um colega. Ligou porque aquilo estava tão feio, vermelhão, com ferida e a ocupar a bochecha toda que a mãe se assustaria ao ir buscar a filha.

À noite, conversaram sobre o que se passou e a Ana contou-lhe que um colega, o seu grande amigo da escola, queria brincar com o Mickey e ela não deixou, mordendo-lhe os dedos da mão, ao que ele reagiu e mordeu a bochecha. Ora, ao perceber qual era o colega, a mãe explicou à Ana que era um dos meninos que não tem mãe nem pai, vive num sítio que tem muitos meninos e algumas pessoas a cuidar deles. “Porquê?”, perguntou a Ana. De forma simples, a Ana ficou a saber que o seu colega não teria a sorte dela em ter um Mickey ou outros bonecos só para ele. E assim adormeceu, com o seu Mickey nos braços.

 

No dia seguinte, a Ana estava muito atarefada a arranjar as coisas para a escola e disse à mãe “Hoje o Mickey vai à escola e o ursinho Ted também para o meu amigo brincar com o Mickey e eu com o Ted.” A mãe recebeu esta iniciativa com muito orgulho.

Lá foram para a escola e rapidamente a Ana foi à procura do seu amigo para brincar com ele, com o Mickey e o ursinho Ted.

Nesse final de dia, ainda no carro, a Ana contou como tudo correu bem e o seu amigo ficou muito contente por poder brincar com o Mickey, que iria dormir novamente consigo.


Sónia Abrantes

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 09:30  Comentar

Praia | Cabo Verde

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Maio 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
17
19
21

22
24
26
28

29
31


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Muito obrigada por ter respondido ao meu comentári...
Obrigado Teresa por me ler e muito obrigado por se...
Apesar de compreender o seu ponto de vista, como p...
Muito agradecemos o seu comentário e as suas propo...
Muito linda a canção. Obrigado por compartilhar!
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: