29.8.16

WoodCube-MichaelSchwarzenberger.jpg

Foto: Wood Cube – Michael Schwarzenberger

 

A palavra “jogo” comporta uma diversidade enorme de sentidos, podendo considerar-se infindáveis as modalidades que pode assumir. Desde cedo, desde a nossa meninice, que nos habituamos à prática dos mais diversos jogos. Deles somos protagonistas em toda a nossa vida. Com eles aprendemos a brincar e a descobrir o Mundo; com eles, exercitamos o nosso intelecto e desenvolvemos as nossas aptidões físicas e mentais. Graças a eles vamos formando a nossa personalidade. Numa palavra: eles ajudam à nossa vivência e criação. O “jogo” é uma constante na vida, que se pode traduzir como luta ou desafio, pois a vida humana também é competição. O “jogo” da vida assume-se assim como a atitude de lutar pela vida, lema tão caro ao ser humano. O “jogo” da vida, enquanto tal, ajuda-nos a compreender e a desenvolver os nossos valores pessoais, espirituais e materiais. A sua antítese será a “vida de jogo”, com toda a sua carga negativa que a envolve, quando se assume uma conduta de vício. Todos os jogos têm as suas regras como igualmente as tem a nossa vida, pelo que será desprezível a modalidade de jogo no sentido de jogada matreira e ardilosa, usando meios torpes para atingir fins ilícitos e imorais. Como se vê, vida e jogo têm muitas afinidades e pontos comuns; nela, na vida, tal como em qualquer jogo, é imperioso tomar decisões específicas, as que se mostrem mais adequadas ao fim em vista. Para isso é preciso definir uma estratégia, escolher um plano de ação entre todos os possíveis, optando pelo que melhor sirva os nossos interesses. Em suma: a vida é feita de vários jogos interligados num só jogo a que chamamos de “jogo da vida”, sendo certo que cada jogo com que somos confrontados, dia a dia, nos ensina algo, pelo que caberá a cada um de nós aprender a jogar, labutando sempre pela vida.

 

José Azevedo

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 09:30  Comentar

Praia | Cabo Verde

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Agosto 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
18
20

21
23
25

28
30


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Muito agradecemos o seu comentário e as suas propo...
Muito linda a canção. Obrigado por compartilhar!
Parabéns pelo blog, gostei muito da maneira como e...
Obrigado SAPO.CV!!
Olá :)Este post está em destaque no "Cenas na net"...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: