23.4.14

 

A infância pode ser como um jardim.

Com canteiros, arbustos, sebes, flores, caminhos de saibro, que deixam marcas e cicatrizes nos joelhos e nos cotovelos, relvados macios onde se pode rebolar e dar cambalhotas.

O jardim pode ter labirintos onde se entra e se parte à descoberta de novos caminhos, novas sensações, onde a criança se pode encantar, mas também se pode perder, ter medo do desconhecido, entrar em pânico, em estado de quase nem conseguir pedir ajuda.

 

Jardim-de-infância. Agora quase todas as crianças os frequentam e todas vão para o primeiro ciclo da escola. É a infância enquadrada, a aprender e a socializar. Os infantes aprendem as cores, as letras, a andar em fila, a ter horários, observando e experimentando a vida com um certo resguardo. As crianças têm direito a isso.

 

Talvez estejamos a falhar, retiro o talvez, quando nos ficamos, nos fixamos, apenas nos direitos, em dar e proteger os direitos das crianças. E o resto?

 

Especialmente em termos familiares, os infantes reinam sobre um império de direitos, protegidos de tudo, os seus desejos a serem considerados como ordens imperativas. O risco do arranhão no espinho da roseira ou no saibro do jardim quase que reduzido a zero, a nada. Anulando a experiência, a dor, o fracasso, a queda, a ferida.

 

Tudo lhes é devido? Penso que sim, incluindo a preparação para lidar com o “não”, a desilusão, a frustração, as dificuldades e as insuficiências. É melhor proporcionar também estas experiências, dando amparo, preparando para a vida real, como vai ser “lá fora” ou criar um império tão aparente que lhes parece real, mas que se vai estilhaçar em mil pedaços quando a idade adulta chegar?

 

A infância e o seu jardim de brincadeiras, jogos, sustos, lutas, quedas; memórias inquebráveis para a vida.

A infância é a vida a florescer.

 

Jorge Saraiva

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 06:00  Comentar

Praia | Cabo Verde

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Vanessa Santana

Abril 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
15
17
19

20
22
24
26

27
29


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Muito agradecemos o seu comentário e as suas propo...
Muito linda a canção. Obrigado por compartilhar!
Parabéns pelo blog, gostei muito da maneira como e...
Obrigado SAPO.CV!!
Olá :)Este post está em destaque no "Cenas na net"...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: