5.10.16

MulherEstátua-CidáliaCarvalho.jpg

Foto: Mulher-estátua – Cidália Carvalho

 

Herdei dos meus pais, que já haviam herdado dos seus antepassados, valores, direitos e obrigações. Faltam-me conhecimentos para poder afirmar que o input deste software se processou no momento da minha conceção e que incorporava a minha bagagem no momento em que me apresentei ao mundo. O mais certo, é tratar-se de um processo contínuo de assimilação, transmitido por meio da palavra e dos exemplos dos meus progenitores, à medida que o meu hardware se vai desenvolvendo. Mas o legado dos meus parentes estende-se às semelhanças físicas. E, quanto a estas, parece não haver dúvidas que me foram passadas informações num composto orgânico que dá pelo nome de ADN, no momento em que deixei de ser verbo e passei a ser carne. Isso explica o que infinitas vezes ouço dizer, que a minha boca afinal, é a do meu pai, e os meus olhos são afinal, os da minha mãe. Já da teimosia que me caracteriza, perece ninguém querer ser o autor, mas se andar para trás na árvore genealógica encontrarei, por certo, alguém como eu.

 

Herdo, continuamente, hábitos, costumes e crenças do meio em que estou inserida.

A sociedade dita, não raras vezes, o que devo vestir, comer ou beber. Lugares que devo visitar, músicas que devo ouvir, livros que devo ler.

Assim, enquanto pessoa, eu sou uma escultura cinzelada por muitos e diversos artistas.

E com todas estas heranças que me esculpem e me formatam, o que há realmente de meu, só meu? Quem posso, afinal, dizer que sou? Sem jactância, arrogo-me o direito de poder pensar e, caso queira, contrariar ou enriquecer estas heranças, tornando-me, também eu, numa escultora.

 

Cidália Carvalho

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 09:30  Comentar

Praia | Cabo Verde

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Estefânia Sousa Martins

Fernando Couto

Fernando Lima

Jorge Saraiva

José Azevedo

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Vanessa Santana

Outubro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
18
19
20
21
22

23
25
27
29

30


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Muito agradecemos o seu comentário e as suas propo...
Muito linda a canção. Obrigado por compartilhar!
Excelente artigo, uma verdadeira lição de vida par...
Parabéns pelo blog, gostei muito da maneira como e...
Obrigado SAPO.CV!!
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: