3.8.15

HandsHoldingJigsaw-PetrKratochvil.jpg

Foto: Hands Holding Jigsaw – Petr Kratochvil

 

Primeiro surgiu o nome – margem. O que não estava no centro, mas na periferia; a borda, o terreno que ladeia um rio; um limite, uma fronteira.

Depois fez-se o adjetivo – marginal. Tudo o que não está no centro, mas na margem é marginal. Quando se aplica à estrada que acompanha a margem do rio é positivo e bonito, porque pode ir-se passear para a marginal. Quando se aplica a pessoas é algo muito pejorativo, porque a pessoa torna-se criminosa e excluída e, portanto, ninguém quer ser qualificado por este adjetivo.

A seguir fez-se o verbo – marginalizar. Aqui o pejorativo é de quem pratica a ação. Quem põe à margem, quem exclui, quem tira do centro. Não me parece que este verbo faça algum sentido. Não se deveria atribuir esta ação a alguém. Nem nenhum sujeito deveria querer praticá-la!

Pôr-se à margem pode ser uma escolha. Pôr à margem também, mas não uma escolha acertada, diria.

Tem antes que se chegar às margens e chamá-las ao centro. Trazê-las para a nossa beira, incluir, integrar, ajudar. Todos estes verbos são tão melhores!

Nesse sentido penso que se deveria criar outro verbo – desmarginalizar. Tem todo um sentido positivo e traz energia de mudança. Esta ação, sim, deveria ser atribuída a, e praticada por todos os sujeitos! Este verbo, sim, é que deveria derivar do nome. Sem margem para dúvidas!

 

Patrícia Leitão

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 08:00  Comentar

De João Sá a 4 de Agosto de 2015 às 02:28
Olá :)
Este post está em destaque no "Cenas na net" na homepage do SAPO Cabo Verde (http://sapo.cv).
Lembro que poderão sempre ver o histórico dos destaques na homepage dos Blogs: http://blogs.sapo.cv/.

De Mil Razões... a 4 de Agosto de 2015 às 09:19
Obrigado SAPO.CV!!

Praia | Cabo Verde

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Agosto 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
18
20
22

23
25
27
29

30


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Muito obrigada por ter respondido ao meu comentári...
Obrigado Teresa por me ler e muito obrigado por se...
Apesar de compreender o seu ponto de vista, como p...
Muito agradecemos o seu comentário e as suas propo...
Muito linda a canção. Obrigado por compartilhar!
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: