25.11.15

PensiveBaby-AmyQuinn.jpg

Foto: Pensive Baby – Amy Quinn

 

O dia é de sol – luz e calor – mas o teu ânimo adequa-se mais a uma noite de inverno, tenebroso e escuro.

Preencho-te de beijos, abraços, mimos, colo. Quero fazer-te sentir especial, amado, protegido. Dar-te tudo aquilo que realmente importa. E tu queres, precisas e gostas. Mas não chega. Não chega para te fazer feliz: nem muito feliz, nem muitas vezes feliz. Porque a felicidade parece em ti algo de estranho, que não pode permanecer muito tempo, já que é com a tristeza que melhor te identificas.

Os bons momentos, aprecia-los palidamente. Os maus momentos, vive-los como se não aguentasses mais o peso do mundo sobre os teus ombros. Uns ombros tão pequenos como o devem ser os de uma criança que és.

Interpretas as frustrações como amargas derrotas; os erros como falhas irremediáveis. E choras, choras tanto, que não sei se são as lágrimas que te impedem de ver: de ver que te Amo infinitamente, que a perfeição não existe, que os erros são humanamente aceitáveis, que ainda há tanto, mas tanto que não viste e viveste que…

 

Tão pequeno que és, e já te sentes tão derrotado. E eu impotente. Porque não sei como fazer para te fazer perceber que a felicidade está mesmo aí, à tua frente, pronta para que mergulhes nela.

E sabendo eu que as verdadeiras frustrações, os erros graves, as situações complicadas ainda estão por vir, sinto que tudo vai ser-te mil vezes mais difícil do que normalmente seria.

E quando recordo a primeira noite que passámos juntos em casa, e eu percebi, assustada, que tu nunca mais te irias embora, sentindo-me impotente e incompetente para tomar conta de ti, concluo que estava muito, mas muito longe de imaginar o terror que hoje sinto, por estar certa de que tomo tão bem conta de ti, mas que não consigo proteger-te das tuas sombras.

 

Sandrapep

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 08:00  Comentar

Praia | Cabo Verde

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Estefânia Sousa Martins

Fernando Couto

Fernando Lima

Jorge Saraiva

José Azevedo

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Vanessa Santana

Novembro 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
14

15
17
19
21

22
24
26
28

29


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Muito agradecemos o seu comentário e as suas propo...
Muito linda a canção. Obrigado por compartilhar!
Excelente artigo, uma verdadeira lição de vida par...
Parabéns pelo blog, gostei muito da maneira como e...
Obrigado SAPO.CV!!
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: