23.1.15

Abraco.jpg

 

Amei-te assim que te vi.

O teu olhar doce e vivo.

O teu sorriso branco e sincero.

A forma como escutas todos os que precisam de atenção.

Os abraços que distribuis indiscriminadamente.

O amor que transmites a todos os seres,

A tua infinita paciência.

A compaixão que demonstras pelos que têm a alma tão ferida.

O tempo que dedicas a tocar os milhares de almas que se inspiram em ti.

Porque passas horas e horas a abraçar pessoas que sofrem, que vêm daqui e dali, que rezam a deuses diferentes dos teus e não são da tua cor. Mas não é isso que importa. São seres. E são seres humanos. É quanto basta para lhes dares a tua força. E nem deverias ser amada por tudo isto, porque o que fazes todos deveriam fazer também. Afinal, amar o próximo é que devia fazer de nós Humanos!

(este texto refere-se a Amma, a santa dos abraços)

 

Sara Almeida

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 07:00  Comentar

Praia | Cabo Verde

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Janeiro 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
15
17

18
20
22
24

25
27
29
31


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Muito obrigada por ter respondido ao meu comentári...
Obrigado Teresa por me ler e muito obrigado por se...
Apesar de compreender o seu ponto de vista, como p...
Muito agradecemos o seu comentário e as suas propo...
Muito linda a canção. Obrigado por compartilhar!
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: