6.1.16

Daydreaming-VeraKratochvil.jpg

Foto: Daydreaming – Vera Kratochvil

 

Se há palavra de que não gosto é da palavra “poder” quando é utilizada no sentido de ter o direito de mandar e desmandar em tudo apenas porque se é um ser superior, por qualquer motivo menos ético.

 

No entanto, se há palavra de que gosto é da palavra “poder” quando a utilizamos no sentido de conseguir força e coragem para alcançar os nossos objetivos sem passar por cima de ninguém, sem ter a necessidade de nos sentirmos mais que os outros.

 

Quando estou perante alguém que se sente mais e melhor que os outros chego a ter pena dessa pessoa pois dá-me a sensação de que passou por algo que a forçou a ganhar esse poder de defesa do mundo cruel em que vivemos. Ganhou a capacidade de criar em sua volta uma couraça que a faz sentir bem e só o consegue valorizando-se mais a si e desvalorizando os outros.

 

Já o poder interior que o eleva a um estado de bem-estar consigo próprio, com os outros e com o mundo que o rodeia é algo tão mais raro de alcançar.

Gostaria de ter esse poder um dia…

Poder acordar e sentir-me bem apenas porque acordei…

Poder trabalhar apenas porque gosto mesmo do que faço…

Poder brincar apenas porque nos faz sentir bem e mais próximo dos outros…

Poder rir e sorrir em qualquer lugar apenas porque sim…

Poder chorar quando a tristeza chega sem medo da sua chegada…

Poder amar e dizê-lo sem medo de nada nem de ninguém…

Poder tanta coisa e mais coisas ainda…

Poder adormecer com a cabeça tranquila…

 

Alguns desses poderes já alcancei, felizmente!

E o mais importante deles todos é mesmo o poder de ter consciência de mim e daquilo que alcancei e sentir-me feliz e realizada por isso, sem ser preciso complicar mais a vida querendo mais e mais…

Poder ser feliz apenas e poder ter esse objetivo como o principal, acordando e adormecendo todos os dias.

 

Sónia Abrantes

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 08:00  Comentar

Praia | Cabo Verde

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Landa Cortez

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Vanessa Santana

Janeiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
16

17
19
21
23

24
26
27
28
30

31


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Muito agradecemos o seu comentário e as suas propo...
Muito linda a canção. Obrigado por compartilhar!
Parabéns pelo blog, gostei muito da maneira como e...
Obrigado SAPO.CV!!
Olá :)Este post está em destaque no "Cenas na net"...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: