11.1.17

Microphone-Unsplash.jpg

Foto: Microphone - Unsplash

 

Chegado aqui, com tanta coisa vista, feita, falhada, falada, ouvida, repetida…, chegado aqui, como dizia o outro, o que fazer? Nada? Está tudo feito, dito, visto? Entrámos em modo permanente de déjà vu?

Com tantos amores e desamores, com inícios e fins, esperanças e desesperos, repetidamente tanto que era e agora já não é, expetativas e desilusões, com a memória tão preenchida, como é que posso ser ingénuo (também é bom), intuir além de deduzir? Como estar disponível para me iludir, entusiasmar-me? Ainda posso improvisar?

 

Felizmente a memória falha, mesmo somando a consciente com a, digamos, inconsciente. A sabedoria acumulada pela experiência está lá (cá), mas deixa lugar à inovação, ao entusiasmo repetido e renovado, à recriação.

Nunca nada é absolutamente igual, as circunstâncias não se repetem (mesmo que tal fosse possível, eu próprio já estou diferente, noutro “sítio”, com outro enfoque, outro olhar). A experiência enquadra-nos, põe-nos em perspetiva, permite-nos perceber o que foi e estar desperto e mais aberto e disponível para o que há de novo.

 

Humano que sou, experiente de anos passados e vividos que sou, tenho assim o privilégio de melhor poder improvisar, inovar, criar de acordo com as circunstâncias, o momento! Adaptar o modo.

Mesmo quando estamos reduzidos a algo quase que meramente mecânico, há que fazer: 1, 2, 3 – Experiência!

Uma e outra vez. Sempre!

Nada está adquirido, totalmente.

 

Jorge Saraiva

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 09:30  Comentar

Praia | Cabo Verde

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

Alexandra Vaz

Ana Martins

Cidália Carvalho

Ermelinda Macedo

Fernando Couto

Jorge Saraiva

José Azevedo

Leticia Silva

Rui Duarte

Sandra Pinto

Sandra Sousa

Sara Almeida

Sara Silva

Sónia Abrantes

Tayhta Visinho

Teresa Teixeira

Janeiro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
14

15
17
19
21

22
24
25
26
28

29
31


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
Muito obrigada por ter respondido ao meu comentári...
Obrigado Teresa por me ler e muito obrigado por se...
Apesar de compreender o seu ponto de vista, como p...
Muito agradecemos o seu comentário e as suas propo...
Muito linda a canção. Obrigado por compartilhar!
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: